sábado, 30 de novembro de 2013

A cozinha e eu

Nos últimos 2 anos a minha vida parece que tem andado num stand by estúpido...
Não ata nem desata...
Todos os meses à espera do período e de cada vez que damos uma queca, o meu marido sempre que se está a vir grita: É HOJEEEEEEEE............
Bom, a verdade é que não é hoje nem para o mês que vem.
Não podemos ter filhos biológicos (e digo já biológicos para que não venham p'raqui dizer que ah e tal, adoptem; ah e tal quando não pensarem nisso, acontece; ah e tal.... merda)
Já fomos ver e não dá, pronto!
Isto tudo para dizer que agora dei numa de fazer bolos... E sopa. eheheheh
Podem dizer que é numa de compensação por alguma falta que exista na minha vida, ou simplesmente andei parada no tempo para ver qual o passo seguinte.
Como já sei que não é por ali o meu/nosso caminho, decidi pôr-me a experimentar coisas novas. Lá está a tal história de furar as orelhas, de fazer sopa, coisa que nunca tinha feito na minha vida. Para o ano vamos fazer uma viagem. E pronto, andamos aqui e ali a ver o que gostamos mais de fazer.







(acho que vou adoptar mais um mano para os meus bigodentos, mas não digam nada à minha mãe)

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Mês de Dezembro - parte 3

Ao que parece os meus amigos só gostam de pu#&s e vinho verde, assim como eu...
Muitos comentários, basicamente todos eles a gozar com a miséria franciscana que se assolou sobre mim neste maravilhoso Natal (risinho sarcástico)
São uns grandes doidos e só dão ideias mirabolásticas de como NÃO fazer um horário...
Ai.... Que paciência que eu tenho para estes malucos... :)




A sugestão eleita foi:

Uma marreta!!!





(melhor, melhor, seriam 2. Uma para dar com ela no PC e outra para me dar com ela na cabeça bahhhh)

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Seguidora Nº1

E como seguidora número 1 temos (introduzir barulho dos tambores):
Ana Ricardo, do Blog Quarenta and Counting .
Obrigada, obrigada...






(só aqui entre nós, ela é minha irmã, mas isso não conta p'ra nada. seguidora é seguidora)

Mês de Dezembro - parte 2

E a guerra continua....
A porra dos horários são demasiado confusos para que todos se apercebam das horas a mais que fazem e tudo e tudo e tudo...
Andamos todos às aranhas para tentar melhorar o raio do horário mas não há meio...
Até já pedi ajuda via facebook. Que raio, no meio de tantos amigos não terei eu um que saiba mexer em excel, ou que saiba fazer escalas de horários???
Pode ser que me safe. Vou cuscar os comentários... Amanhã informo.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Mês de Dezembro

Uma vez mais chego àquela altura do ano em que aguardo com expectativa os horários para o mês de Dezembro... Chegaram esta tarde...
Este ano de austeridade económico-financeira também nós tivemos austeridade nos horários...
Todos os anos estamos abertos nos feriados de 1 e 8 de Dezembro mas como este ano calham ao Domingo, o patrãozinho resolveu que devíamos abrir o estaminé nos Domingos 15 e 22 antes do Natal. Só de tarde, mas ambas as lojas. No ano passado experimentou essa técnica mas só com uma das lojas e não entrou vivalma, os meus colegas estiveram a jogar ao galo toda a tarde. Como não resultou, mas vale abrir as duas (ler com sarcasmo sff)...
Para melhorar a coisa na semana de 23 a 31 ninguém pode folgar e todos têm que trabalhar das 9h às 19h só com 1h para almoçar... Nos anos anteriores, os dias 24 e 31 só trabalhava metade da equipa e a outra parte folgava e vice versa. Este ano não há cá folgas para ninguém...
Calha-me trabalhar um dos Domingos... O anjinho diabo do meu patrão achou que me oferecendo um sábado de manhã de folga compensava o Domingo e que eu ficava feliz da vida e ia toda motivada trabalhar, ora bem, não podia ter-se enganado mais... Armei um 25 de Abril hoje que o homem teve que me dar razão e rever os horários... Ele estava a fazer o mesmo a todos os que trabalham nos Domingos e se há coisa que não gosto é de injustiças!
Mas que porra, lá por causa de haver muitas pessoas desempregadas, (infelizmente, claro) e estarem sempre a meter medo a dizer se não trabalhas da forma que te mandam existem 100 pessoas para o teu lugar eu lá tenho que me sujeitar a todas as merdas que me impõem e cara alegre???? Porra pá fico mesmo lixada com isto!!!! Tenho que fazer o meu trabalho bem, sim, é isso que faço, todos os dias provo o valor do meu trabalho, mas não tenho que me sujeitar a tudo!!! Quanto mais me baixo mais se vê a cuequinha, que gaita!!! E isto é uma gota de água no meio das merdas que ele inventou para este mês que entra...
Amanhã vamos lá ver que mais ele diz....

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Vizinho

Moro num prédio modesto de 4 andares. Os vizinhos são na generalidade educados e não se metem na minha vida (só falo o básico, praticamente).
O do primeiro andar é uma figurinha que só visto. Rapaz para os seus trintas, vive sozinho, (numa conversa de vão de escada já soube que o irmão vivia com ele mas mudou-se para viver com a namorada). O que acontece é que tem sido recorrente chegar bêbado a casa (dantes só aos fins de semana e agora praticamente todos os dias). E porque é que eu sei?
Porque o senhor de cada vez que chega bêbado, às vezes trêbado, bate com as portas, atira coisas ao chão e depois tem umas colunas potentes que faz questão de mostrar quantos decibéis consegue atingir com elas. Começa com um oooh e depois já sabemos que a música vai aumentar... O problema não está na música, porque diga-se de passagem que até aprovo o gosto do moço, o problema é que normalmente já passa da 1h da manhã quando ele nos mostra a potência de som que tem em sua casa...
Hoje o espectáculo começou mais cedo, talvez acabe mais cedo também...

Die Monday! Die!

 
 
 
Sei que nisto não sou a única....
As segundas-feiras para mim custam-me...
O fim de semana é demasiado curto para relaxar e desligar do trabalho (ainda por cima trabalho ao sábado de manhã)...
Preciso de tempo para me mentalizar para a semana que entra. E, normalmente faço isso à segunda-feira. Os meus colegas já sabem que não podem exigir demais de mim nestes dias porque senão são fulminados com um olhar assassino de quem não está para aturar merdas... Para não variar as segundas-feiras trazem-me sempre "novidades" para serem feitas durante a semana. Mais coisas para me atrasar o trabalho de escritório... Esta semana será, quase de certeza, uma semana em que tenho que me multiplicar e dividir-me pelas duas lojas para que as colegas consigam preparar as montras de Natal....
E pronto, já estou a sofrer por antecipação porque nunca ninguém é capaz de planear nada com antecedência para me permitir o tempo de habituação às novas merdas alterações...
 
So today, my to do list is exactly that: get up; survive and go back to bed...
And tomorrow it will be better...


domingo, 24 de novembro de 2013

Os filmes que faço na minha cabeça




A minha cabeça é sem dúvida um sítio estranho...
Antes de adormecer revejo, sem querer, o meu dia, e, muitas vezes faço o filme de como seria se não tivesse feito isto, se tivesse dito aquilo... Mas normalmente não é reflexão de arrependimento, é somente um filme sobre como eu gostava que fossem as coisas... Às vezes dá uma volta de 180º e passa a cenas escabrosas e sexys, mas pronto....

Isso e, quando alguém diz algo e eu consigo transformar tudo em conversa de sexo, nem preciso dizer nada, basta-me olhar com ar de chocada e todos à minha volta ficam a pensar no significado sexual daquilo que disseram...

E isto vai dando para passar os dias sempre animada (risinho sarcástico)....

Dia de não fazer nenhum.....

 

sábado, 23 de novembro de 2013

Dia 1 pós furo.de.orelhas

Acordei melancólica num dia sombrio e gélido....
Naaa, 'tou no gozo...
Não tenho jeito nenhum para poemas...
Cá ando, numa de tentar rodar os brincos sozinha sem ter que andar a chatear toda a gente. A verdade é que quando mexo nos brincos, tremem-me os joelhos, não é por medo, é por me fazer impressão de estar a mexer num furo nada habitual no meu corpo. É como se tivesse uma ferida e tivesse que a desinfectar, ou quando raspamos a faca no prato e faz impressão nos dentes, ou como o giz no quadro preto...
Cada maluco a sua pancada, certo?

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

FUREI AS ORELHAS AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH




e esqueçam lá essa porra de que não dói nada...
Até agora ainda só consegui pôr álcool...
Nem lhes consigo tocar para rodar os brincos faz-me impressão.... Dá-me um formigueiro esquisito nas pernas..
Ok pronto, não faz assim tanto doer...
É mais parvoíce minha porque deixei de ter as orelhas virgens, agora sou só mais uma rapariga com furos, antes era uma das poucas sem furos...
Estas decisões normalmente são as mais difíceis de tomar porque não se pode voltar atrás...


Amanhã já acordo mais animada, de certeza, e, ansiosa que o tempo passe para começar a pôr brincos de todo o tamanho e feitio...

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Finalmente sentada a descansar

Hoje foi um dia daqueles, irra!!

Tanto trabalho para fazer, com falta de pessoal (férias e baixas) andei o dia todo numa correria desenfreada. Ainda por cima uma das colegas com falta de peso de mau humor, ajudou a que o dia corresse mesmo bem...
Há uns anos atrás diria sobre mim mesma, que sou uma pessoa que gosta de correria e adrenalina e trabalhar sob pressão e que adoro imprevistos, porra para essa gaja que eu era e que mudou nem sei bem porquê. Descobri que, afinal odeio ter as coisas programadas na minha cabeça e depois tudo muda e saem-me os planos furados. Claro que não estou a falar dos planos de me calhar o euromilhões e que depois vou ver e os números saíram-me todos ao lado, a isso já me habituei todas as semanas... Estou a falar na organização do meu trabalho. Prevejo fazer determinadas coisas em determinados dias e depois por mil e uma razões possíveis e imaginárias não consigo ou não me deixam fazer. E o que não fiz hoje não desaparece, não, amanhã lá estará à minha espera assim como as coisas que têm que ser feitas amanhã, bahhh...
Mas como temos que ver tudo pelo lado positivo da coisa (bullshit) amanhã saio às 18h e posso vir fazer ronha para casa porque nem jantar tenho que fazer. O homem que mora comigo diz que tem uma formação pós-laboral, pelo que me permite sentar-me a petiscar em frente ao computador fazer cenas de gaja...
Já me alonguei demasiado nas queixas, amanhã vamos ver como corre...


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Pérolas do dia-a-dia #1

Só para vos situar, no meu trabalho (comércio) atendemos os clientes nuns balcões onde normalmente existem 2 cadeiras e onde os convidamos gentilmente a sentar...


Hoje, loja cheia de gente, uma confusão daquelas de puxar os cabelos, uma das colegas vira-se para um pai e filho (este em cadeira de rodas):
colega despassarada : Podem sentar-se aqui, que a minha colega já vos vem atender.
rapaz em cadeira de rodas : ahahah eu não preciso, trouxe a minha cadeira de casa.

Incapaz de conter uma gargalhada, troquei olhar com o rapaz e rimo-nos em conjunto. Se eu vos disser que ela olhou para nós com ar de: qual foi a graça?

Claro que, desbocada como sou, contei a todas as colegas e ainda nos rimos muito à custa da ingenuidade dela. (sim, porque ela não fez por mal. Podia era ter tido mais tacto.)


Aguardem por mais pérolas, porque quem lida com todo o tipo de público até ouve coisas bem engraçadas... ou não...

O sítio preferido da miúda



Não, não me esqueci do armário aberto. A bicheza trata de o abrir e trepar até lá acima e dormir no conforto da roupa passada a ferro e dobrada. E neste dia até tive muita sorte porque não havia uma única peça de roupa no chão do quarto (onde normalmente o gordo se deita a dormir).
Claro que em vez de ralhar com ela, vou de mansinho, para não assustar a bicha, buscar a máquina para tirar fotos do crime e farto-me de rir. Ela tem preferência pelo lado do meu marido, por isso é que tiro fotos e rio-me, porque quando é do meu lado, manda-me a roupa toda para fora do armário e quando a visto vou o caminho todo até ao trabalho a tirar pêlos da roupa, mas isso são outros quinhentos....

terça-feira, 19 de novembro de 2013

That's why i can't have nice things



A única diferença é que aqui em casa são 2...
O engraçado disto é que é só mesmo aquele braço do sofá que está já com os intestinos à mostra. O resto do sofá está bom. E têm um arranhador enorme, o qual adoram e passam lá horas a afiar as garras, a dormir, a cuscar a vizinhança...
Um pequeno preço a pagar por ter estes 2 reguilas que me adoram incondicionalmente...

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

PPC

Ok, aqui me confesso fã, adepta acérrima da Pólo Norte.
Adoro o poder sarcástico dos seus posts e a parte séria daquilo que é preciso ser a sério.
Leio tudo avidamente, rio, choro, concordo, discordo, mas no fundo adoro aquela mulher.
Decidi fazer o blog porque já há 2 anos que entro no PPC e tenho pena de quem calha comigo como amiga secreta e não tem nenhum sítio para ir cuscar quem é a Bigodes de Nata.
Posso resumir:
- adoro gatos
- sou meia doida porque falo sempre com todos os animais com os quais me cruzo (independentemente se vão ou não acompanhados pelos donos)
- trabalho com papelada e com público (confesso que gosto mais dos papéis)
- sou um bocado desbocada e não tenho problemas em debitar a minha opinião.


Com o passar do tempo vão vendo como sou. O alter ego Bigodes de Nata sou eu mesma.

Ah, e claro, já me inscrevi para o PPC 2013.

Ainda sobre as 1ªs vezes

Ao fim de 34 anos resolvi furar as orelhas...
A decisão vai sendo mais difícil de tomar a cada ano que passa. Não pela dor, não pelo trabalho que dá, não pelo tempo que vai demorar antes de pôr os brincos que gosto, mas pelos simples facto de, hoje em dia ser cada vez mais raro encontrar alguém que não esteja furado...
Há uns anos atrás, numa viagem que fiz à Suiça resolvi trazer uma recordação física de lá. Furei a orelha em cima. Pus-lhe um pircing e andava encantada com isso. O problema foi sarar. O que eu acho que nunca chegou a acontecer. Fiz tudo direitinho, mas aquela porra, com os cabelos compridos a prenderem-se lá e mandar com cada esticão, nunca sarou. Ainda aguentei uns bons meses até me dar por vencida e mandar o pircing à fava e retirá-lo.
Em suma, adorava furar as orelhas porque adoro brincos (e até acho que não ficava nada mal de brincos), portanto desta semana não passa...

domingo, 17 de novembro de 2013

A primeira vez...

Hoje decidi iniciar um blog...
Ultimamente têm havido muitas primeiras vezes na minha vida...
Esta é mais uma.
Não tem um tema específico. Escrevo sobre o meu dia de trabalho, as tropelias dos meus gatos e sobre o que me apetecer...
Não tem hora nem data marcada, não há objectivos a cumprir, muito menos acordo ortográfico...
E perdoem-me se por lapso escrever alguma coisa segundo as novas regras.
Vão haver muitos dias em que estou mal humorada e que os @ e * e & vão aparecer como censura aos meus próprios palavrões.
Não me entendo muito bem com estas tecnologias portanto é natural acontecerem algumas gaffes pelo caminho mas:
Hoje decidi iniciar um blog...