segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Ainda sobre as 1ªs vezes

Ao fim de 34 anos resolvi furar as orelhas...
A decisão vai sendo mais difícil de tomar a cada ano que passa. Não pela dor, não pelo trabalho que dá, não pelo tempo que vai demorar antes de pôr os brincos que gosto, mas pelos simples facto de, hoje em dia ser cada vez mais raro encontrar alguém que não esteja furado...
Há uns anos atrás, numa viagem que fiz à Suiça resolvi trazer uma recordação física de lá. Furei a orelha em cima. Pus-lhe um pircing e andava encantada com isso. O problema foi sarar. O que eu acho que nunca chegou a acontecer. Fiz tudo direitinho, mas aquela porra, com os cabelos compridos a prenderem-se lá e mandar com cada esticão, nunca sarou. Ainda aguentei uns bons meses até me dar por vencida e mandar o pircing à fava e retirá-lo.
Em suma, adorava furar as orelhas porque adoro brincos (e até acho que não ficava nada mal de brincos), portanto desta semana não passa...

2 comentários:

Façam o favor de opinar....