terça-feira, 3 de dezembro de 2013

E ainda sobre as 1ªs vezes

Venho eu e o meu mais que tudo da casa da minha sogra, todos contentes que ainda chegávamos a casa cedinho para descomprimir um bocado, quando ele pára na passadeira para deixar uma senhora passar e por pouco não atropelávamos a mulher com o porradão que levámos por trás...
Ainda demorei uns segundos a aperceber-me do que tinha acontecido, não fosse o embate no banco forte o suficiente para me despertar para a realidade... Ainda bem que não era eu que ia a conduzir...
Quando finalmente consigo acalmar-me e perceber que estou inteira, já o Mr. Bigodes estava ao pé da rapariga que nos bateu para ver se ela estava bem. Quando me junto a eles vejo um piqueno aí pelos seus 2 anos agarrado à perna da mãe mas muito tranquilo. Perguntei se estavam bem e a rapariga pediu-me se pegava no miúdo ao colo enquanto ligava ao marido. Veio logo para o meu colo como se me conhecesse desde sempre. Eu tremia que nem varas verdes, dos nervos, do frio, preocupada com o garoto, mas ele estava bem melhor que eu....
Resumindo e concluindo: o carro dela provavelmente vai para a sucata, ficou com a frente completamente enfechada e o meu com o pára-choques um pouco para dentro e amachucado.
E pronto, como eu não tinha nada com que me chatear, amanhã tenho que ir à minha seguradora participar o acidente e tratar de arranjar o carro. Sim, eu sei, ainda bem que ninguém se magoou. Se bem que amanhã vou acordar toda dorida, já sinto as costas (que é a merda do meu ponto fraco) a ficarem esquisitas....






(a conclusão a retirar disto é que já não sou virgem da traseira eheheheh)

6 comentários:

  1. Bem, que azar... foram-te logo à traseira quando querias ir para casa descontrair xD

    ResponderEliminar
  2. Tive o meu primeiro acidente este ano e ia a conduzir... Não capotei por uma unha negra é daquelas coisas que se vê nos filmes e... nada bom! Mas ultrapassa-se :D

    ResponderEliminar
  3. Doce Liberdade. Até parece egoísmo da minha parte. Coitada da rapariga que lixou o carro todo... Mas a verdade é que vínhamos a falar disso mesmo quando estávamos a caminho de casa e em vez de descontrair, contraí... Mas está tudo bem e é o que interessa.



    V. Nem imagino.... fiquei toda tremeliques e foi só uma porrada por trás... Se estivesse no teu lugar, nem sei...



    Ana. Um susto daqueles... O barulho do carro a bater ainda não me saiu da cabeça.... Sem falar que hoje estamos doridos...

    ResponderEliminar
  4. Menos mal que ninguém se magoou! É uma chatice, é, mas pensamento positivo!

    ResponderEliminar
  5. GATA. Verdade! No fim de contas fiquei com pena deles, sabes? Ele desempregado, ela de baixa e 2 miúdos pequenos.... Mas claro, se alguém se tivesse magoado era bem pior...

    ResponderEliminar

Façam o favor de opinar....