segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

O ódio e as 2ªs feiras

Por razões que todos temos para odiar as 2ªs feiras, por ser inicio de semana, pelo fim de semana ser tão curto que não dá para desligar do trabalho, etc, juntei-lhe mais um pouco de ódio, desde a semana passada... Passo a explicar:
Como o meu trabalho é comércio, as lojas estão abertas aos sábados e para fazermos as 40h semanais todos nós temos uma manhã de folga durante a semana. Por acaso a mim calhou-me a 2ª feira. Trabalho há 12 anos naquela empresa e quando comecei, a minha folga era à 3ª feira. Depois uma das colegas engravidou e fiquei a fazer o horário dela com folga à 4ª feira. Dois anos mais tarde outra colega engravidou e fiquei com novo horário, com folga à 2ª. (só para explicar a sequência dos acontecimentos, não fui eu que pedi esta folga, nem me deram esta folga porque sou muita boa e mereço)
Como já referi num dos posts anteriores, no mês de Dezembro ambas as lojas estão abertas todo o dia aos sábados e aos feriados (este ano calham ao domingo por isso o boss resolveu abrir os 2 domingos antes do Natal).
Quando trabalhamos no sábado de tarde, temos a compensação na tarde do nosso dia de folga, ou seja ficamos um dia durante a semana sem trabalhar. Até aí tudo 5 estrelas. O que acontece é que este ano como na semana do Natal ninguém pode folgar, nem sequer de manhã, e trabalhamos das 9h às 19h, o boss está a dar 2 dias para compensar esse esforço. Até aí tudo 5 estrelas também. O problema é que calharam-me os sábados de dia 21 e 28, ou seja não vou poder folgar para compensar essas tardes, e tenho os mesmos 2 dias que os meus colegas para compensar isso também...
Ora como não estava contente com o meu horário resolvi ir falar com o boss para ver se ele se tinha apercebido de que não me estava a compensar devidamente, ou melhor, de forma igual aos meus colegas.
Resultado: não entendeu onde eu queria chegar, ficou ofendido e desiludido comigo e ainda levei na tromba que era ingrata porque só vejo o horário de Dezembro e nem penso no resto do ano, que sou beneficiada por folgar à 2ªfeira e, que a 2ª fica a seguir ao domingo e, que nunca ninguém me cobrou isso...
Fiquei incrédula com o que estava a ouvir. Fiquei incapaz de reagir. Virei-lhe as costas e fui esconder-me a chorar. Tenho andado numa pilha de nervos por causa desta merda toda...
Nunca pensei que, ao fim destes anos todos, depois de tudo o que faço pelo meu trabalho, depois de provar o valor do meu trabalho (e continuo a fazê-lo todos os dias), depois de todas as vezes que lá fiquei a atender clientes depois do fecho, depois de todo o trabalho que já trouxe para casa para conseguir cumprir com prazos, levasse com esta na tromba....
Falar disto ainda me chateia... Revolve-me com as entranhas...
É uma empresa pequena, somo 21 colaboradores (como ele lhe chama) eu fui a 7ª a ir para lá.... Já faço parte da mobília, sempre tive o meu patrão em grande consideração, pela sua dedicação ao trabalho, é o primeiro a dar o exemplo, sempre fui capaz de falar com ele na boa.
Mas desta vez quem está desiludida sou eu e o ingrato é ele...
 
Este testamento todo para dizer que as 2ªs feiras agora para mim ainda são piores... Quase que me sinto culpada por ser este o meu horário, estou sem motivação nenhuma para trabalhar ali, vestindo a camisola como sempre o fiz...

6 comentários:

  1. Infelizmente quem trabalha nunca é reconhecido. A mim tudo me cobram. A minha colega de gabinete nada lhe cobram. Se um dia eu me passar da cabeça e pegar fogo ao estaminé - de preferência com a colega de gabinete DENTRO! - não estranhem...

    ResponderEliminar
  2. GATA, como te compreendo...
    Infelizmente durante o dia de hoje o clima ainda não melhorou...

    ResponderEliminar
  3. Esse teu patrão... merecia uns tabefes só para ver se abria os olhos! Irra! Nunca mais aprende!

    ResponderEliminar
  4. Ana, tabefes não, porque depois imagino logo as sombras de grey e o que me apetece fazer-lhe nunca lhe daria prazer... eheheheh

    ResponderEliminar

Façam o favor de opinar....