quarta-feira, 19 de março de 2014

Diz que hoje é o teu dia...

Obrigada pai.
Obrigada por te teres tornado um Pai, sim, com letra maiúscula porque já percebi que existem pais pequeninos. Não me lembro de me pores às cavalitas, mas lembro-me de me levares a ver o mar contigo..., de mota, desde pequenina. Não me lembro de me leres nenhuma história para adormecer, mas lembro-me de ter chegado do discoteca de madrugada e ter ido acordar-te porque tinha um aranhão ENORME no quarto. Não me lembro de me teres levado ao médico quando estava doente, mas lembro-me de me perguntares sempre se preciso de batatas, cebolas e afins de cada vez que te visito. Não me lembro de andares comigo ao colo, mas não me esqueço de todo o colo que me dás e mimos que me dás de cada vez que estou contigo. Não me lembro de alguma vez me teres ido visitar ou buscar à escola, mas lembro-me de me dizeres sempre para trabalhar com seriedade porque isso é importante para manter o emprego. E dás-me esse exemplo sempre, porque quando não podes ir ao mar porque Neptuno está zangado, vais para a fazenda trabalhar, porque um jovem como tu, no alto dos seus 66 anos não quer parar porque sempre trabalhou muito e com seriedade e, parar é morrer.
Obrigada Pai, por te teres tornado um Pai na verdadeira ascensão da palavra.
 

6 comentários:

  1. Que lindo sister! Amei a tua dedicatória <3 Acrescento de minha parte que, adorava as idas ao café de braço dado com o pai :)

    ResponderEliminar
  2. Maria. Nem tudo eram rosas, mas o meu pai tornou-se um pai quando eu já estava mais crescida. Sim, muita ternura :))))

    ResponderEliminar
  3. mAna. Esqueci-me de dizer que o pai, quando eu era mais pequena, dava beijinhos e dizia que a mãe ficava cheia de ciúmes. Por isso é que eu faço isso sempre, agora!!! :))))

    ResponderEliminar

Façam o favor de opinar....