sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Momentos...

Dou por mim a ter momentos de felicidade, em que me sinto genuinamente bem e feliz da vida... E depois lembro-me que tive este mesmo sentimento no fim de semana em que levei a minha Tiquinha para o sítio onde passou os seus momentos finais... 

Paro imediatamente! 

O mundo à minha volta continua a viver e a mover-se, mas parece longínquo... Penso que tenho dois gatos em casa e que não estou ao pé deles para me certificar que estão bem... Penso em Mr.Bigodes que anda na rua a conduzir...

O sentimento que tinha há instantes já se desvaneceu... Nem quero pensar mais nele... Não me quero sentir feliz só porque sim...

Só me vem à ideia aquele filme com a Sandra Bullock, Magia e Sedução, em que o namorado dela, teve esse momento instantes antes de morrer...

De cada vez que o Sarapico vem ronronar para o meu colo, só penso na Tica e nos seus ronrons... Gosto muito do Sarapico e ele que me perdoe, mas trocava a vida dele pela da minha Tiquinha neste preciso instante... Eu sei que não dá. Eu sei que ele não tem culpa. Só eu mesmo sou de culpar. Que me desculpem os que acham um horror o que acabo de dizer (e acreditem que digo isto com ele ao colo e a dar-lhe beijinhos e a pedir-lhe perdão por pensar tal coisa). 

Hoje foi assim, um momento de felicidade seguido de outro de agonia.

Que um dia eu consiga perdoar-me pelo mal que te fiz, Tiquinha do meu coração.




12 comentários:

  1. Sentes-te culpada por te sentires feliz, sentes-te culpada porque a vida continua mesmo sem a Tiquinha, sentes-te culpada por rir, por sorrir...enfim, por tudo, né? Vê lá se queres que vá aí dar-te uma estalada :P Olha...tu não sabias que isto ia acontecer. Se soubesses, não tinha acontecido! PONTO!! (a Tiquinha sabe disso, não te preocupes. E não me parece que, pudesse ela dizer-te, ela quereria que te recusasses a ser feliz - pelo contrário! ) Permite-te a fazer o luto. Precisas disso. Mas honra a memória dela sendo feliz. Ela ia gostar que fosse assim <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No fundo eu sinto isso tudo, mAna. E sabia que havias de o dizer... Mas não pude evitar sentir-me assim... Foi mais forte que eu.. E tu que me conheces tão bem, sabes que, regra geral sou até bastante optimista, no entanto fiquei com medo de me sentir bem... Foi a primeira vez que me senti assim, depois da Tica nos deixar e, acho que fiquei com medo...

      Eliminar
  2. A Ana já disse tudo.
    Deixa-te disso e sê feliz sem culpas. Some things just have to happen the way they do.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha mAna tem destas coisas... ;)
      Estou a tentar... Estou a tentar :)

      Eliminar
  3. Eu evito sentir a felicidade, pois quando eu penso que tenho direito a ser feliz, a vida encarrega-se de me mostrar que não...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu, como sou teimosa, prefiro insistir em contrariar as estupidezes que a vida nos faz e tentar ser feliz mesmo assim :)
      Beijinho da prima :)

      Eliminar
  4. Fico com um aperto no peito ao ler as tuas palavras e com uma vontade de te dar um abraço apertado mesmo sem te conhecer.
    Tu não tens culpa de nada do que aconteceu à Tiquinha, porque nunca te passou pela cabeça que isto ia acontecer quando "decidiste" não a vacinar. Não te condenes mais, pois já chega o sofrimento que passaste ao perdê-la.
    Tu deste-lhe aquilo que ela mais precisava, uma família, amor e o conforto de um lar o que permitiu que ela tivesse uma vida feliz, ao contrário de muitos gatinhos.
    O que sentes em relação ao Sarapico é normal, acho que se fosse eu ia pensar o mesmo por momentos, mas vais ver que daqui a algum tempo essa ideia já nem te vai passar pela cabeça. Os gatos vão nos conquistando aos poucos até serem completamente insubstituíveis na nossa vida.
    E não te negues o direito de ser feliz, e de teres momentos felizes, porque isso é o mais importante da vida. Beijinho grande, Vé

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que senti o abraço... Obrigada.
      Eu no fundo sei, mas estas coisas passam-me todas pela cabeça e às vezes não sei processá-las da melhor forma e fico assim, meia palerma e em pânico. Quando me acalmo um pouco consigo racionalizar melhor. O facto é que paniquei quando me senti feliz, tão pouco tempo depois da Tica se ter ido embora e desejei correr para casa para junto dos meus gatos e chorar abraçada a eles... Enfim, doidices minhas, mas doidices sentidas. Obrigada pelas tuas palavras, Vé. Beijinhos

      Eliminar
  5. Anda cá, senta aqui, isso, aqui no meu colo, anda, está caladinha, senta, Agora olha para mim, ouve: Estás a ser injusta com toda a gente (estou a falar dos miúdos que te adoram e não merecem ter-te em pedaços...), acima de tudo estás a ser injusta contigo! Fizeste tudo o que podias fazer. Agora choras tudo de uma vez, depois lavas a carinha com água fresquinha e sorris! SORRIS ouviste! Era o que mais faltava! A própria Tiquinha te ralharia se pudesse tenho a certeza absoluta! Há um mundo de momentos felizes partilhados e é por esses que eu quero que sorrias! Todos merecem esses momentos de felicidade aí em casa, incluindo tu! Tu e ela que de certezinha onde estiver está de olho em ti!Estamos entendidas?! Mau, Mau, mau Maria! Vá andor violeta, agora toca a ir lavar a carinha não quero mais choro, tens os meninos à tua espera...jinhoooooooooossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, mummy Suri :)
      Tenho os olhos marejados de lágrimas, mas a sorrir.
      Só tenho um problema mais... É que ando sempre a chamar Tica ao Sarapico. E quando falo dele muitas vezes digo: 'a gata' e receio que o miúdo me vá crescer com distúrbio de personalidade :)))
      Muitos beijinhos meus querida Suri. Os meus miúdos agradecem também e mandam lambidelas, quer dizer, o Je manda lambidelas o outro manda uma dentadinha com amor :))))

      Eliminar

Façam o favor de opinar....