terça-feira, 16 de junho de 2015

Digo sempre que não me ralo, não me importo.... Não tem que ser...

Mas a verdade é que naquele dia em que estava prometido aparecer e não apareceu... E naqueles minutos enquanto fazia chichi para a pauzinho chique com ecrã digital, o meu coração parou... Parou e deixou o cérebro voar por uma vida para sempre alterada... Para a promessa de um amor sem igual... Para um sítio onde me pareceu tudo dantesco, mas que poderia ser melhor... Poderia ser eu... Poderia ser a minha vez... Poderia ser eu capaz de trazer dentro de mim um milagre...

Só que não...

E hoje digo novamente, não me ralo, não me importo... Não tem que ser...

E a médica passou-me mais análises, mais exames, coração e tiróide, porque há algo em mim que não está como dantes... 


Isto é só um desabafo... Não me venham cá com comentários com peninha, que isso não resulta comigo! ;)   

Bigodes de Nata Loves You All bigodes de nata já está toda drunfada

14 comentários:

  1. Tive uma amiga assim e depois de fazer tudo, todos os exames, todas as análises, meteu-se na acupunctura e hoje tem uma garotita de 3 anos.
    Com calma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema disso tudo é que já ando há demasiados anos a ouvir isso. Seja de casos de pessoas conhecidas, seja de médicos. E por mais que já me tenha mentalizado, desta vez os sintomas eram demasiado estranhos ou coincidentes com uma gravidez... E, por momentos, iludi-me e assustei-me...
      Eu não tomo precauções para evitar porque já tenho todos os testes que comprovam que sem espermatozóides a coisa não se dá... :)))
      Mas naqueles instantes a mente voou e saiu-me de controlo e perder o controlo foi o que mais me assustou...
      (agora vem a parte pior, se não é gravidez, algo é... porque eu não me sinto bem....)

      Fico imensamente feliz por saber que existem pessoas que já desistiram de ter esperança (o que não é totalmente verdade, a esperança nunca se perde) e que depois conseguiram ter filhos. Ainda hoje soube que uma amiga minha vai ser mãe do 3º filho aos 44 anos e que foi um acidente! Adoro! mesmo a sério. às vezes acho que as pessoas evitam falar destas coisas comigo com medo de me melindrarem... E bem pelo contrário, adoro que me falem das suas gravidezes e das suas aventuras e sustos e acidentes! Acho que as pessoas têm tanto para nos dar ao falarem das suas próprias experiências, medos, alegrias....

      (credo, isto quase dava um post!!! estou uma desbocada hoje!!! devem ser os drunfos eheheeh)

      Eliminar
  2. Eu nunca quis ter filhos (porque não quero, quando for velha, ser um fardo...) mas entendo a tua situação... Quiçá certas coisas acontecem - ou não - nas nossas vidas porque "tem que ser"... ou então porque a vida, por vezes, é uma injusta de merda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou responder-te com aquilo que disseste: entendo a tua situação. No entanto não concordo. Depois de se ter uma criança nos braços, não acredito que o pensamento seja: "quando for velha, vou dar-lhe uma trabalheira horrível" ; penso de outra forma. Penso mais no amor que tenho para dar e no amor que tenho para receber, mas isso sou eu, uma "romântica" incurável!
      Sim, às vezes a vida é injusta. E não, não acredito que as pessoas só têm aquilo que conseguem aguentar, porque simplesmente não é verdade. Senão não haviam uns com tanto e outros com tão pouco. (seja a que nível for)

      Mas a vida é vista pelos olhos de quem a vive e não pelos olhos do "vizinho do lado" e cada um com os seus males e com as suas alegrias!

      :))) beijinhos

      Eliminar
  3. Olha se morasses em Alguidares ía apanhar uma piela ctg...
    Não cura mas lava.. alguma coisa, nem que seja os interiores.

    ehehehehe
    Beijinhos minha bigodinhas linda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uiiiii! Tenho a certeza que és um 'ombro' espectacular!!!! :)))

      Beijinhossssss

      Eliminar
  4. Ainda não perdi esperança de ser madrinha. Sim! Eu é que vou ser a madrinha!!

    ResponderEliminar
  5. Truque: deixa andar, deixa acontecer. Quantos mais médicos e exames, mais ansiedade, e nestes casos parece que é do contra! Quanto menos de sespera, tufas, acontece ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que é um óptimo conselho e é com as melhores intenções, mas já ando a deixar andar há muitos anos ;)
      Não tem que ser!
      Beijinhos para ti e para o teu feijãozinho (que já deve estar maior que um feijão :))) )

      Eliminar
  6. ... o stress e a ansiedade a fazerem estragos desde 1900 e troca o passo... Love you!

    ResponderEliminar

Façam o favor de opinar....